Samsung já tem 17 modelos de TVs com tela curva

samsung_curva

Não contente em ser líder mundial em TVs, a Samsung decidiu fazer da IFA 2014 uma espécie de “sua casa”. Comprou a maior cota de patrocínio do evento e reservou para si o chamado CityCube, novo prédio anexo ao centro de exposições da Messe Berlin. O prédio inteiro está ocupado, desde o início da semana, por funcionários da empresa, que montam as salas a ser abertas ao público nesta sexta-feira.

De quebra, a gigante coreana emplacou ainda seu presidente, Boo-Keun Yoon, para fazer o discurso oficial de abertura da IFA. Até esta quinta-feira, faltava apenas saber quais produtos a empresa iria mostrar. Alguns jornalistas puderam vê-los num evento fechado, que inaugurou o CityCube, um prédio de três andares e nada menos que 12 mil metros quadrados. E, para mostrar que não está acomodada na liderança, a Samsung encheu o espaço com a maior quantidade de TVs que provavelmente veremos no evento.

São mais de 100 modelos, sendo 17 deles com tela curva, variando entre 48 e 105 polegadas – este último semelhante ao da arqui-rival LG, com tela 4K de formato 21:9. Os dois já haviam sido mostrados, como protótipos, na CES, em janeiro. A diferença é que, enquanto o LG possui tela curva convencional, o da Samsung é o que sua assessoria de comunicação chama de “TV dobrável” (bendable, em inglês). Na verdade, o TV vem montado num pedestal metálico que pode ser acionado via controle remoto, de tal forma que o usuário pode aumentar a curvatura da tela (até certo ponto).

Para completar o conceito, a Samsung trouxe para a IFA também um modelo de caixa acústica soundbar curvilínea. Com apenas 4,2cm de espessura, foi desenhada para acompanhar TVs curvos de 55 ou 65 polegadas (como na foto). Para o modelo de 105″, que é bem mais largo, alguém ainda precisará pensar em outra solução.

TV 4K curvo de 105 polegadas já está à venda na Coreia

Ao mesmo tempo em que preparava seu estande para a abertura da IFA 2014, que será nesta sexta-feira, a LG anunciou que já entrou em pré-venda na Coreia o seu TV mais avançado até hoje. Se tudo der certo, o modelo 105UC9 (foto), de 105 polegadas, com tela curva LED-LCD 4K em formato retangular (21:9), será lançado nos principais mercados internacionais até o final do ano. Pelo menos, foi o que afirmou, aqui em Berlim, o vice-presidente da divisão de TVs do grupo, In-kyu Lee. “Com esse produto, mostramos até onde é possível chegar na tecnologia atual”, comentou o executivo.

5kSegundo ele, para produzir esse aparelho a LG precisou antes desenvolver duas novas linhas de processadores e um novo tipo de painel IPS. Ao contrário dos TVs de tela plana, as telas curvas não admitem imprecisões em relação ao ângulo de visão; aliás, o principal argumento dos fabricantes desse tipo de TV é garantir a mesma clareza de imagem em qualquer ponto da sala. A LG vai mais além, chamando esse aparelho de “5K”, já que a quantidade de pixels (5.120 x 2.160) é maior que a dos 4K já conhecidos (3.840 x 2.160), devido à largura da tela.

Para aumentar a sensação de envolvimento, a empresa dotou esse televisor de 7.2 canais de áudio, num total de 150W de potência. Os falantes foram desenvolvidos pela Harman, dos EUA, com arranjo interno que maximiza a dispersão horizontal das ondas sonoras. Dois woofers ultracompactos foram posicionados nas laterais do painel traseiro, para reforço dos graves.

Ainda segundo Lee, a LG encontrou uma alternativa para eliminar o problema das tarjas verticais que aparecem nas telas 21:9 quando se está assistindo a um filme em formato 16:9 (o mais comum): o usuário pode, se quiser, abrir nas laterais da tela janelas com informações sobre o conteúdo, usando para isso um aplicativo pré-programado do TV.
Fique ligado para acompanhar aqui a cobertura em tempo real da IFA 2014, diretamente de Berlim.

Philips lança TVs 4K
no Brasil em outubro

Os fãs da marca Philips já podem se preparar: em outubro devem chegar ao mercado brasileiro os primeiros TVs Ultra-HD da empresa, agora produzidos em parceria com a chinesa TPV. Serão modelos de 47 e 55 polegadas, da série 7100, que está sendo exibida aqui na IFA, em Berlim, ao lado de duas outras séries, das mais avançadas que a Philips já desenvolveu.

“Acreditamos que a oferta de conteúdo em 4K irá aumentar consideravelmente nos próximos meses”, diz André Romanon, gerente sênior da TP Vision no Brasil. A empresa é a joint-venture entre holandeses e chineses, criada em 2012 para reviver a marca Philips, que já foi líder mundial em TVs. Este ano, o grupo parece decidido a disputar espaço com coreanos e japoneses, que lideram o mercado inclusive no Brasil. “Antes, não fazia muito sentido lançar TVs 4K, cujo preço é mais alto, diante da falta de conteúdos. Agora, achamos que é o momento”, explica Romanon.

ambilight

Na IFA, a Philips está dando destaque a dois aspectos nos quais, por enquanto, não tem concorrentes. Um é a tecnologia Ambilight, agora reforçada pelas imagens em 4K e também pelas telas curvas. Segundo Romanon, está previsto para o início de 2015 o lançamento no Brasil dessas linhas, que marcam uma nova etapa no design de televisores. Outro ponto que a empresa enfatiza é sua parceria com a Google: estão sendo demonstrados aqui em Berlim os primeiros TVs com sistema operacional Android. Em breve, todos os TVs smart da Philips serão desse tipo. “Cerca de 95% dos aparelhos portáteis atualmente utilizam Android”, diz Luis Bianchi, gerente de Smart TVs. “Isso vai proporcionar uma experiência de navegação extremamente rápida também nos TVs”.

Os primeiros modelos Philips com Android a ser lançados no Brasil são os da série 7900, de 55″ e 65″ polegadas (foto).

TV curvo da Sony tem imagem 4K e áudio 4.2 canais

Uma das atrações mais aguardadas da IFA 2014, o primeiro TV de tela curva da Sony foi apresentado nesta quarta-feira. Foi, de longe, o produto mais olhado e fotografado do dia. Em tamanhos de 65 e 75 polegadas (a empresa anuncia modelos menores para o início do ano que vem), os S90 4K resumem uma série de recursos que a empresa já vinha utilizando nos lançamentos deste ano – só que agora com o charme do design curvilíneo.

tv_curvaInovações que já foram várias vezes comentadas – como os processadores Triluminos e X-reality Pro, este um recurso de upscaling para assistir aos conteúdos regulares da televisão com imagem simulada UHD – continuam. Os tradicionais alto-falantes laterais também. Mas a nova linha acrescenta um processador de áudio mais refinado, com simulador surround 4.2 canais e falantes com ângulo de dispersão mais amplo, além de dois “micro-subwoofers” embutidos – a Sony também apresentou um subwoofer sem fio, a ser vendido em separado, para acompanhar esses TVs.

Como na linha anterior, já lançada no Brasil, a Sony garante que todos os seus TVs 4K vêm com o decoder HEVC (High-Eficiency Video Codec), necessário para captar transmissões de TV em resolução UHD, quando estas forem levadas ao ar, seja pela internet ou pelas emissoras. Junto com os novos TVs, a Sony anunciou também o lançamento de um media player HEVC, que pode ser acoplado a modelos 4K anteriores da marca para permitir o acesso a esse tipo de transmissão.

Na Europa, assim como já faz nos EUA, a empresa pretende incentivar a compra de TVs 4K oferecendo gratuitamente um pacote de filmes da Sony Pictures com essa resolução. Os preços sugeridos para os dois TVs de tela curva no mercado europeu são equivalentes a US$ 10.000 (75″) e US$ 4.500 (65″).

Fique ligado para acompanhar aqui a cobertura em tempo real da IFA 2014, diretamente de Berlim.

Panasonic mostra TV LED 4K com imagem de plasma

pana_4k

A ideia de que os TVs de plasma são superiores aos LED-LCDs continua na mente de muitos consumidores e profissionais do mercado, embora essa categoria esteja em extinção. Hoje, menos de 3% das vendas mundiais são de plasma. Por isso, nada mais natural do que a Panasonic, maior defensora dessa tecnologia até o ano passado, esteja se empenhando para aprimorar seus TVs de led a ponto de equipará-los ao plasma.

Aqui na IFA 2014, a empresa japonesa abriu seu estande à imprensa nesta quarta-feira exibindo uma enorme variedade de modelos LED, alguns deles de alta performance. O destaque é o X940 (foto), de 85 polegadas, que além de reproduzir imagens em Ultra-HD traz o mais avançado painel de backlight já conhecido. A empresa criou um novo processador, chamado BLS (Back Light Scanning), para melhorar o desempenho de seu painel Local Dimming, e os resultados mostrados na IFA são impressionantes.

Segundo técnicos da Panasonic, que chamam o painel de “Local Dimming Pro”, o processador analisa todas as áreas da tela em tempo real, para determinar a quantidade de luz necessária ao máximo nível de contraste. Como se sabe, esse é um aspecto em que os TVs LED-LCD jamais conseguiram se igualar aos plasmas, devido ao modo como a imagem é formada (com necessidade de luz constante por trás do painel).

O novo top de linha da Panasonic, previsto para chegar ao mercado internacional até o final do ano, possui ainda um software para criação de quadros (Frame Creation) em altíssima velocidade, para melhorar a reprodução de imagens em movimento e um processador master de quatro núcleos (Quad-Core) para gerenciar os sinais 4K. Este inclui novos gerenciamentos de cores e de gradações de cinza.

O X940 faz parte da nova geração de TVs UHD, equipada com decoder HEVC (High-Eficiency Video Codec), que aceita sinais na frequência de 60fps (quadros por segundo), usando para isso dois tipos de conector: HDMI 2.0 e DisplayPort 1.2a, este para recepção de imagens da internet.

Fique ligado para acompanhar aqui a cobertura em tempo real da IFA 2014, diretamente de Berlim.