Testamos a nova TV TCL de 55”: Ultra HD mais acessível

Por Redação Home TheaterQuem precisa trocar de televisor sabe que deve avançar para um modelo Ultra HD. Processadores de vídeo modernos aliados a paineis com oito milhões de pixels podem produzir imagens com mais detalhes, inclusive de resolução HD. E se até pouco tempo atrás os preços desses aparelhos não empolgavam, hoje com a variedade de marcas, modelos e tamanhos, ficou bem mais fácil entrar na era do 4K. A tradicional fabricante paulista Semp, que em 2016 iniciou uma parceria com a chinesa TCL – uma das maiores do mundo no setor –, está lançando TVs UHD com tamanhos entre 49” e 65”. Considerada de “entrada”, a linha P2 da TCL tem o modelo 55P2US como uma boa opção de custo-benefício.

DESIGN MINIMALISTA

O aparelho, que chegou totalmente novo em nossa sala de testes, tem design minimalista, devido à tela com moldura em alumínio escovado e apoiada por dois pés de estilo retrô do mesmo material. A instalação é a mais fácil que já vimos, e para uma TV tão leve nem foi necessário ferramenta para o aperto das peças. Também na embalagem um controle remoto de visual fino e diferente, mas o que recebemos ainda era um protótipo; segundo o fabricante, os exemplares que estão sendo produzidos em Manaus incluirão a tecla Globo Play, por enquanto uma exclusividade da TCL.

No 55P2US, os três conectores HDMI versão 2.0 e os dois USB (um 3.0 de maior velocidade) são facilmente acessados pela lateral da tela. A TCL foi inteligente ao disponibilizar as entradas RF neste local, pois permite o uso de suporte de parede ultrafino. Como nem todos planejam caixa de passagem exatamente atrás das conexões, neste caso, não há aquele “efeito barriga” na tela ocasionado pelo plugue do cabo de antena.

SMART: CONTEÚDOS EM 4K

Com a nova TV TCL, uma vez configurada a rede wireless no ASSISTENTE DE CONFIGURAÇÃO INICIAL, navega-se por uma plataforma smart estática e bastante simples, bem diferente do sistema Android que roda na linha X1 (top de linha da empresa), por exemplo. Encontramos poucos aplicativos interessantes, mas os essenciais, com conteúdos em 4K – Netflix, YouTube e Globo Play – podiam ser acessados rapidamente e sem travamentos, alternando com imagens das entradas HDMI e USB.

Vimos dezenas de jogos básicos para crianças, os apps Crackle com séries e filmes gratuitos; GoLive com trailers, séries gratuitas, filmes pagos e notícias internacionais; e navegador. Aliás, se o usuário busca comodidade, basta acessar sites pelo smartphone e espelhar páginas na tela da TV, através da tecnologia WiDi da Intel embarcada neste aparelho. Dá para jogar pelo celular acompanhando as imagens no televisor. E com o app nScreen da TCL no smartphone é possível compartilhar arquivos fotos, vídeos e músicas diretamente para a TV, além de poder comandá-la, via rede.

AJUSTES RÁPIDOS

No protótipo recebido para testes, as instruções na tela ainda não estavam totalmente em português; mas o menu é básico e fácil de entender. Faltam ilustrações regulagens mais avançadas, mas sobra facilidade para quem não liga, ou não tem paciência, com configurações. Ao ser chamado pelo controle, um submenu surge no canto direito da tela com opções para TV digital, como ajustes rápidos, modo FUTEBOL e função PVR (quando há dispositivo USB conectado). A tela pode se adaptar ao tipo de conteúdo (GAME, PC e VÍDEO) vindo por HDMI e melhorar o tempo de resposta.

São quatro presets de imagem destinados às fontes HDMI e TV digital, porém nenhum para sinais que chegam via streaming. Os modos NATURAL e USUÁRIO são os melhores para ambiente com iluminação controlada. Quem gosta de ver filmes à noite com “clima de cinema” terá de ajustar a temperatura de cor manualmente para quente. O recurso MELHOR MOVIMENTO, de interpolação de quadros, possui três níveis, sendo que até o MÉDIO cria movimentos suaves sem prejuízos à imagem. O MIX DIMMER atua de forma similar à função BACKLIGHT DINÂMICO de outros TVs: não vimos necessidade de ativá-lo no escuro, mas com a sala clara o contraste tende a parecer melhor.

AVALIAÇÃO

Uma das características que nos chamaram a atenção no 55P2US foi a convincente reprodução de cenas escuras. No Blu-ray O Regresso, cuja imagem se aproxima do monocromático, fomos notando cada detalhe de cenografia e casacos de pele dos caçadores com grande exatidão. Como grande parte da trama foi filmada em locais gélidos com longos planos-sequências de luz natural, o teste é revelador para uma TV. Conseguimos obter um ótimo contraste, como poucos LED-LCD Edge-lit. E diferente de alguns TVs que reproduzem um preto voltado para o azul, como em outros modelos, mas carregado como deve ser; enquanto vazamentos de tela foram praticamente imperceptíveis.

Com o Blu-ray As Aventuras de PI, notamos que o ângulo de visão não é tão amplo como gostaríamos, mas a película antirreflexo da TV contribui (e muito) para manter cores bonitas e intensas até com a sala parcialmente iluminada. Além da riqueza de tonalidades, esse filme permitiu conhecer o nítido trabalho de upconversion da TV: a menos de 2m da tela, não notamos imperfeições. Só na programação da TV paga é que foi preciso se distanciar a pelo menos 3m50.

Vimos dezenas de séries do Netflix em 4K, em especial House of Cards (a melhor em tratamento de imagem), as célebres capturas em 5K/60p de serpentes na Costa Rica pelos americanos Jacob e Katie Schwarz para o YouTube e minisséries (Ligações Perigosas) do app Globo Play. Em todos os conteúdos, o 55P2US proporcionou boa definição e qualidade de contraste acima da média.

FICHA TÉCNICA

Modelo: TV LED-LCD TCL Ultra HD 55P2US, de 55”
Resolução: 3840x2160p (60fps)
Taxa de atualização: 60Hz (nativo)
Backlight: Edge-lit
Entradas de vídeo: 3 HDMI (2.0), 1 A/V e 2 RF
Outras conexões: 1 LAN, 2 USB (1 padrão 3.0), Wi-Fi, WiDi, além de saídas digital óptica e analógica P2 (fone)
Potência de áudio: 8Wx2
Dimensões (L x A x P): 124 x 72 x 7,6cm (sem base), 124 x 78 x 22cm (com base)
Peso: 13,5kg (com base)
Fabricante: www.semptcl.com.br
Preço sugerido: R$ 3.199

Este slideshow necessita de JavaScript.

htbest

%d blogueiros gostam disto: