Samsung lança no Brasil a linha de TVs QLED

É possível que no início alguns se confundam com a sigla QLED, mas em breve será lembrada como a que oferece a melhor reprodução de cores, brilho e contraste. Pelo menos é o que afirma a Samsung ao lançar nesta terça-feira (20) a sua mais sofisticada série de televisores Ultra HD. Em um luxuoso hotel na zona sul de São Paulo, os executivos da empresa expuseram todos os benefícios da nova geração da tecnologia de pontos quânticos, ou semicondutores de nanocristais, que é a base das TVs LED-LCDs tops da marca.

A série QLED consiste em cinco TVs: a Q9F, de 88” tela plana, é a maior – e mais cara (R$ 86.999) –, seguida pelos modelos curvos de 75” e 65” (Q8C) e planos de 65” e 55” (Q7F/a partir de R$ 9.999). A chegada da QLED está baseada em três pilares: Q Picture, relativo à perfeição das cores e realismo da imagem, Q Style, que une beleza e funcionalidade com novos acessórios de instalação, e Q Smart, onde o controle remoto único comanda todos os dispositivos conectados, trazendo mais comodidade de uso e navegação.

O domínio da tecnologia de pontos quânticos, segundo a coreana, é o que consagra a QLED como a mais durável e capaz de reproduzir 100% do volume de cor disponível em uma cena. Não por acaso, conta com capacidade de brilho de 1500 a 2000 nits e compatibilidade com conteúdos codificados em HDR, combinando maior sensação de profundidade e desempenho de contraste mesmo em ambientes iluminados.

“Com os investimentos feitos pela Samsung no aprimoramento da tecnologia de pontos quânticos, a categoria QLED consegue entregar o máximo de volume de cores possíveis em uma TV, independente do brilho em que o conteúdo foi gravado”, diz Erico Traldi – gerente sênior das áreas de áudio e vídeo da empresa no Brasil. Para reforçar a longevidade das TVs QLED, especialmente em relação à tecnologia de diodos orgânicos (OLED), a Samsung concede 10 anos de garantia contra o efeito burn-in, ou manchas ocasionadas por imagens estáticas.

O fabricante criou uma solução na qual o usuário pode esconder as fontes de sinal e tornar a instalação da TV mais limpa, com o espaço em volta livre de fios. Além do cabo de força, a tela precisa ser conectada apenas a um fino digital óptico (semitransparente), para receber o sinal de áudio e vídeo vindo do hub (One Connect) de conexões que pode ficar em uma área secundária a até 15m distância.

Tanto as TVs QLED como os acessórios, incluindo cabo óptico de 15m, base de mesa com rotação de 35 graus, base de chão tipo tripé e suportes ultrafinos de parede, estarão disponíveis a partir do fim deste mês nas principais redes varejistas em todo o país.

Fonte: revista HOME THEATER & CASA DIGITAL / Samsung

htbest