Receivers Yamaha trazem componentes de nível profissional

Para mostrar que receivers não são todos iguais, a Yamaha atualiza a série Aventage, de alto padrão, incluindo os últimos processamentos e conexões. Nos modelos RX-A3070 (150Wx9), RX-A2070 (140Wx9) e RX-A1070 (110Wx7), que acabam de chegar ao Brasil, o interior é reforçado com peças cruzadas mais rígidas no quadro que sustenta a amplificação simétrica; os canais esquerdo e direito são isolados eletricamente, para maximizar a separação estéreo. Enquanto na parte externa, alumínio espesso no painel frontal e um jogo de cinco apoios sob o chassi ajudam a neutralizar ressonâncias.

O cérebro dos receivers é o chip Cinema DSP HD3, capaz de ampliar o campo sonoro das trilhas baseadas em objetos, como Dolby Atmos e DTS:X, segundo o fabricante. Trabalhando em conjunto, conversores de áudio (ESS Sabre) de 192kHz / 24 bits favorecem o melhor alcance dinâmico (120dB) na decodificação multicanal e de formatos Hi-Res. E para otimizar o desempenho, a calibragem automática da Yamaha (YPAO) controla reflexões sonoras com precisão de 64 bits nos cálculos de equalização.

Todos os modelos possuem funções de rede e acesso a serviços de streaming; conectividades Wi-Fi Direct, AirPlay e Bluetooth, além de oito entradas e duas saídas HDMI 2.0a – uma Zone 2. O app MusicCast Controller permite comandar a unidade e transmitir áudio sem fio a outros dispositivos Yamaha. Com peso de 19,6kg, o RX-A3070 vem com DACs de nível profissional (32 bits), para melhor relação sinal-ruído, e entrada estéreo balanceada (XLR) banhada a ouro. Distribuição no Brasil: Yamaha.

Fonte: revista HOME THEATER & CASA DIGITAL

htbest

%d blogueiros gostam disto: