Receiver Dolby Atmos da NAD tem construção modular

Diferente de um amplificador ou processador dedicado, um receiver dificilmente permite upgrades. Mas a canadense NAD Electronics desenvolveu o T758 V3 com circuitos desenhados sobre módulos substituíveis (Modular Design Construction), como resposta à rápida obsolescência dos produtos atuais.

Já em sua terceira geração, o modelo – oferecido no país pela distribuidora Som Maior – está preparado para atualizações de formatos digitais, incluindo novos processamentos e conexões, diz o fabricante. A potência é de 60W medidos com todos os canais em operação (a maioria dos fabricantes especifica em um ou dois canais), ou 110W em estéreo.

Decodifica trilhas Dolby Atmos e DTS-HD e conta com o software de calibragem Dirac Live, encontrado em alguns processadores high-end. O streaming de músicas é realizado com o app BluOS, que também distribui sinal multiroom sem fio, inclusive de formatos em alta resolução às caixas ativas e outros equipamentos da Bluesound, marca do mesmo grupo.

Por três entradas HDMI 2.0a, o T758 V3 aceita sinais 4K 60p com HDR; traz saídas pré-amplificadas para todos os canais, além de Zone 2.

Fonte: revista HOME THEATER & CASA DIGITAL

htbest

htbest

%d blogueiros gostam disto: