Mercado de TV por Assinatura reage, mas continua abaixo de 2017

Depois de terminar 2017 com pouco mais de 18 milhões de domicílios atendidos, o mercado de TV por assinatura no Brasil teve em junho último seu primeiro mês de alta desde 2014. Segundo a Anatel, existem atualmente 17,871 milhões de assinantes dos serviços de TV a cabo ou satélite (DTH), resultado de um pequeno aumento no mês da Copa do Mundo, quando as operadoras aumentaram suas carteiras em 16.323 domicílios.

Esse número é bem mais animador que o de Maio, quando 52.307 usuários saíram do serviço – seja por desistência ou por serem descredenciados devido à inadimplência. Os dados da Anatel mostram que a queda vem sendo mais intensa no segmento DTH: foram mais de 4 milhões de assinaturas canceladas entre 2015 e 2018, contra 2,299 milhões do segmento cabo no mesmo período. Essa queda foi em parte compensada pelo crescimento da tecnologia FTTH (fibra óptica), que saiu de 129 mil domicílios em junho de 2015 para 487 mil em junho deste ano.

Entre as operadoras, Oi e Vivo foram as que mais cresceram em junho, embora ainda distantes das líderes NET/Claro e Sky. Esta fechou o mês com 5,2 milhões de assinantes (29,1% de market-share), enquanto a NET/Claro somou 8,946 milhões (50,1%). A Vivo vem em terceiro lugar, com 1,614 milhão (9%), e a Oi atende 1,556 milhão de domicílios 8,7%).

O Estado de São Paulo continua com o maior número de domicílios atendidos (7,498 milhões), mas isso representa 11% menos do que três anos atrás.

FONTES: Anatel e Teleco

Temas relacionados:

NET/Claro lança 4K oficialmente na TV paga brasileira
Fox terá todos os canais ao vivo para quem não tem TV paga
Preço baixo da Netflix preocupa TV paga
Sky agora tem TV paga com recarga programada

htbest