Sony WH-1000XM2: um fone Smart e sem fio

Por Alexandre Algranti*

Fundada em 1946 no Japão por Akio Morita, o Steve Jobs da era analógica, a Sony é sinônimo de produtos inovadores de áudio e vídeo, mesmo sofrendo forte concorrência da Apple e da Samsung desde a virada do milênio. Do primeiro rádio transistorizado a pilha, às TVs Trinitron, o Walkman, o Discman e o Play Station, todo mundo tem ou já teve algum produto da Sony em casa.

O fone  WH-1000XM2 é de ergonomia over-ear fechada, com falante de 40mm e microfone integrado, e possui uma série de tecnologias embarcadas que também o tornam um smart headphone. Com transdutores otimizados para reprodução de HiRes Audio, o fone possui o sistema DSEE (Digital Sound Enhancement Engine), que procura resgatar a dinâmica de arquivos de áudio comprimidos, além do sistema LDAC de streaming sem fio, que transmite áudio por 30 horas a cada 4 horas de recarga da bateria.

Recebemos o fone para testes sem a embalagem, porém acomodado em um case de nylon tipo concha, com um cabo de áudio, um cabo mini USB e um adaptador para assentos (mais antigos) de aeronaves. Seguindo uma tendência da indústria, a superfície externa da cavidade direita possui controles de reprodução e volume. E, como sinal dos tempos, o fone pode ter o seu firmware atualizado.

1,2,3, Testando

O WH-1000XM2 é gerenciado por um aplicativo para dispositivos móveis (Sony Headphone Connects), e aí começa a diversão. Ao ser pareado com o telefone, já entra no modo com cancelamento ativo de ruídos, que lembra muito o desempenho do Bose Quiet Comfort 35 atualmente utilizado pelo autor. Uma voz feminina doce em inglês confirma o pareamento.

Além de ligar e desligar o cancelamento de ruído e controlar a reprodução do áudio, o aplicativo permite:

  • ajustar o fone ao status do usuário (sentado, andando, correndo ou dentro de um veículo)
  • calibrar o cancelamento de ruído conforme a pressão atmosférica local
  • otimizar o cancelamento de ruído
  • posicionar do áudio ao redor do usuário (!)
  • simular quatro ambientes acústicos (arena, casa noturna, palco ao ar livre, sala de concertos)
  • equalizar o áudio em cinco faixas
  • optar pela estabilidade do sinal sem fio versus a qualidade do áudio
  • ligar e desligar o DSEE HX

Dá para se divertir bastante durante a espera por um trem ou avião! E sem perder a viagem ou o vôo.

Desta vez, fomos da voz aveludada de Otis Redding ao show ao vivo avassalador do Led Zeppelin, e o fone se saiu muito bem.

E desligamos todo o processamento gerenciado pelo aplicativo para testar o fone in natura.

Avaliação

ConfortoFone ergonômico compacto, com espumas de couro sintético. Tiara com um pouco de pressão, mas nada que o desabone.
DinâmicaBonham e Bernstein aprovariam.
Equilíbrio tonalNeutro, sem excesso de graves ou agudos. Transdutor otimizado para HiRes Audio, sem distorções mesmo em altos níveis de reprodução.
Palco SonoroReproduziu os arquivos binaurais do disco de teste com primazia.
Isolamento Excelente, combinado com o cancelamento ativo de ruídos.
ConstruçãoRobusto e muito bem acabado, típico dos produtos high-end da Sony. Design minimalista e elegante. Talvez devesse ser construído apenas em metal.

Veredito

O  WH-1000XM2 parece ter sido projetado para os profissionais que viajam muito a trabalho. Com excelente custo-benefício, mesmo no país dos altos impostos e da moeda desvalorizada, chega a custar a metade de alguns concorrentes.

Enquanto o aplicativo oferece funções importantes e interessantes quanto à calibragem em função da pressão atmosférica e a otimização do cancelamento de ruído em função da geometria das orelhas, outros recursos como o posicionamento da fonte sonora ao redor da cabeça e a simulação de ambientes acústicos são pura tiração de onda…

Se eu não fosse tão fã da tecnologia de cancelamento de ruído da Bose, certamente optaria por este fone…

Dados técnicos
  • Peso: 275g
  • Resposta de frequência: 4Hz-40kHz
  • Impedância: 46 Ohms @ 1kHz com o cabo de áudio fornecido
  • Sensibilidade: 103dB SPL / mW (fone ligado); 98dB SPL / mW (desligado)
  • Padrão polar do microfone integrado: omnidirecional
  • Resposta de frequência do microfone integrado: 50Hz-8kHz
  • Potência: 3W
  • Bluetooth: Versâo 4.1
  • Faixa de operação: 2,40 – 2,4835 GHz / NFC 13,56 MHz
  • Codecs suportados: SBC4, AAC5, LDAC, aptX e aptX HD
  • PSV (Preço Sugerido de Venda): R$ 1.629,99
Fone testado com:
    • Notebook HP Folio com HD SSD
    • Interface de audio Apogee Groove
    • Media Center 24, gentilmente cedido pela J River
    • Celular Galaxy S9+
    • Benjamin Britten, War Requiem, 24/96
    • Keith Jarret, Concerts (Bregenz, Munchen) 24/96
    • Leonard Bernstein, Rhapsody in Blue, 24/96
    • Led Zepellin, The Song Remains The Same, 24/96
    • Miles Davis, Bitches Brew, 24/96
    • Otis Redding, Otis Blue, 24/192
    • Vários Artistas, The Ultimate Headphone Demonstration Disc, 24/192

*Alexandre Algranti é o Chief Headphone Officer do site fonesdeouvido.com.br. Leitores deste blog tem 10% de desconto em qualquer compra no site com o código HT2018.

htbest

htbest