10 jóias sonoras para ouvir com (bons) fones

Selecionamos algumas obras-primas do catálogo da Chesky Records, disponíveis no site HDtracks.com – e com desconto para os leitores da Revista HOME THEATER & CASA DIGITAL.

Por Alexandre Algranti*

A Chesky Records é sinônimo de gravações audiófilas. Foi a primeira gravadora a explorar técnicas de gravação mais orgânicas, que procuram aproximar o artista do ouvinte. Dentro da parceria com o site HDtracks.com, o mais completo do mundo em gravações de alto padrão, fizemos uma seleção do melhor que a Chesky tem a oferecer.

Lembramos que os leitores da Revista HOME THEATER & CASA DIGITAL têm um código especial de 25% de desconto na primeira compra (promoção válida até 31/12/18). É só digitar “RHT2018” no check out e começar a curtir. Confiram então esta nossa primeira seleção de obras-primas:

CHESKY 30TH ANNIVERSARY COLLECTION COMPLETE SET (1986-2016), Vários Artistas, 24/96

Uma coletânea com 72 faixas para quem gosta do jazz em todas as suas vertentes, com gravações ao vivo em espaços acusticamente fabulosos e sem overdubs, denominadas  “fotografias aurais”. Os destaques ficam com as faixas “Non Stop to Brazil”, de Luiz Bonfá, e “Sex Without Bodies”, da banda Dave´s True Story. Excelente para desenferrujar os ouvidos e fazer o burn-in de um par novo de caixas acústicas.

THE ULTIMATE HEADPHONE DEMONSTRATION DISC, Vários Artistas, 24/192

O disco de testes definitivo para fones de ouvido. Arquivos de áudio sem compressão dinâmica, gravados com técnicas binaurais como o sistema HATS da B&K e a técnica de gravação Soundfield. Verdadeiro tutorial sobre áudio e alta fidelidade, contém faixas musicais e tons de testes que explicam os conceitos básicos e ilustram bem a sensação de espacialidade resultante da reprodução de gravações binaurais com fones de ouvido. Dá para verificar se os fabricantes, os resenhistas e o seu otorrino estão falando a verdade…

 

 

YOU’RE SURROUNDED, Vários Artistas, 24/96

Outra coletânea toda gravada em binaural, é tão realista que assusta. É uma ferramenta útil para testar o palco sonoro e a dinâmica dos fones de ouvido. Destaques para “Walking in Circles”, onde um saxofonista passeia ao redor do ouvinte, e o standard de jazz “When The Saints Go Marching In”, onde se tem a ilusão sonora de ver uma banda passar.

 

 

 

 

EXPLORATIONS IN SPACE AND TIME, Jamey Haddad, Lenny White & Mark Sherman, 24/176,4

Disco do trio composto pelo baterista Lenny White, da banda Return to Forever, o percussionista de world music Jamey Haddad e o percussionista clássico Mark Sherman. Para quem curte percussão moderna, dá para se sentir no meio dos músicos. Gravado em binaural e com a tecnologia Soundfield, esta última datando dos anos 70 e resgatada com o advento recente do áudio imersivo. Porrada sonora espacial sensacional.

 

 

INSIDE THE MOMENT, Camille Thurman, 24/192

Gravação binaural da cantora e saxofonista premiada que já trabalhou com George Benson, Chaka Khan e Alicia Keys. Gravado no Rockwood Music Hall em Nova York, resgata a intimidade de um clube de jazz.  Outro exemplo de se estar no meio do evento musical, neste caso na plateia. O processamento Binaural+ da Chesky torna a gravação compatível com caixas acústicas convencionais.

 

 

BRAZIL DANCES, David Chesky, 24/192

Quatro estudos para piano solo que remetem a artistas como Egberto Gismonti e Hermeto Pascoal. Também com processamento Binaural+.

 

 

 

 

THE AUDIOPHILE CLASSICAL COLLECTION, Vários Artistas, 16/44.1, 24/48, 24/88 e 24/96

Sampler de música clássica com 19 faixas. Destaque para “Tocata e Fuga”, de Bach; “An der schoenen blauen Donau”, de Strauss; “Mars”, de Holst; “Die Walküre”, de Wagner; e “L´Histoire du Soldat”, de Stravinsky. Boa introdução ao gênero.

 

 

THE WORLD’S GREATEST AUDIOPHILE VOCAL RECORDINGS, Vários Artistas, 24/96

Versões intimistas de “Spanish Harlem”, “Isn´t She Lovely” e “The Girl From Ipanema”, esta última na voz de Rosa Passos, uma das maiores vozes brasileiras do jazz internacional. Excelente disco para desmascarar ressonâncias ocultas em fones de ouvido e caixas acústicas.

 

 

THE JAZZ SIDE OF THE MOON, Vários Artistas, 24/192

Regravação tributo do clássico do Pink Floyd, desta vez na versão cool jazz com quarteto de guitarra, orgão, saxofone e bateria, captados com a tecnologia Soundfield. Destaque para as versões de “Time” e “Us and Them”. Para relaxar depois daquele dia de pauleira no escritório…

 

 

HANCOCK ISLAND: THE MUSIC OF HERBIE HANCOCK, Vários Artistas, 24/192

Tributo ao pianista, tecladista e sintetista, cobrindo sua fase fusion. Destaque para “Cantaloupe Island” e “Rockit”, esta última um prenúncio da revolução Hip Hop que viria em seguida. Disco  maravilhoso!

 

 

 

*Alexandre Algranti é o Chief Headphone Officer do site fonesdeouvido.com.br. Leitores deste blog tem 10% de desconto em qualquer compra no site com o código HT2018.

htbest

htbest